"The whole purpose of life is to make God a reality."

"Be like the Sun for grace and mercy. Be like the Night to cover other's faults. Be like running Water for generosity. Be like Death for rage and anger. Be like the Earth for modesty. Appear as you are. Be as you appear" ~ Rumi


terça-feira, 17 de julho de 2012




MEU AMOR IMAGINÁRIO

é fogo ardente
é poesia
é a faísca que me impulsiona
e é o peito que me aconchega
mãos fortes, firmeza
em seus braços me sinto pequenina.

Caminhando lado a lado
meu sorriso é largo
e meu perfume exala
cheiro de fruta madura
lírios do campo, capim molhado,
desejo e alegria.

Ao te ver faz-se o SOL me mim
e eu brilho mil léguas
e ouço sinfonias,
chego a pular de euforia.

Contigo,
sou a rosa graciosa, a flor selvagem,
sou a ternura feminina, sou os lábios de mel.
sou a deusa e seus mistérios,
sou a feiticeira
e te envolvo
em minha sedução
ingênua.

Sou a LUA
nua e crua em sua pele,
Sou um vulcão, um vendaval, um asteróide...

Sou toda Natureza, sou Vida e Morte...

Apenas porque
me tocaste com seus olhos
e minha alma foi sentida
(despida)

Dou graças a Deus
por ser essa mulher destemida...

***

(Oriana)

Amor Próprio



A autoestima é o valor físico e emocional que damos a nós mesmos. É o estado de espírito resultante de como tratamos nossos conflitos internos durante a vida. Este estado é criado de acordo com o maior ou menor valor atribuído a cada acontecimento vivido. Se o fato marcou de maneira negativa e produziu uma grande carga emocional, esta carga permanecerá e tomará parte na expressão da pessoa. A autoestima resulta da soma da percepção física, emocional, do nível de compreensão de si e dos outros, do nível de aceitação da personalidade, mais a capacidade intelectual e espiritual de cada um. É o valor atribuído a si advindo da compreensão que cada um tem do momento que está vivendo, somados às características individuais existentes. Aquilo que a pessoa é determina sua forma de pensar, e é o que modera a intensidade do que ele sente mediante os acontecimentos. As idéias formam hábitos, e os hábitos formam o caráter."

Cristian Germain ~


"Por que não procurar ver as coisas positivas, simplesmente tocá-las e fazê-las desabrochar?"

<3

quinta-feira, 5 de julho de 2012

Sigo




Difícil de aceitar
tudo o que passou,
e tudo o que simplesmente foi e é.

Mas a única certeza que eu tenho
é que aceitar é o único caminho
para seguir adiante

E meu caminho é seguir, fluir,
é preciso persistir
admitir
avançar para o porvir

Caminho de aceitação
Liberando as resistências,
desapegando-se de idéias, sonhos e ilusões
que já se foram e não existem mais.

Reduzir o ego ao mínimo do mínimo,
amassá-lo, esquartejá-lo, liquidificá-lo
no liquidifica-DOR,
dor do abandono, do engano.
Ilusão.

E com a morte do meu ego, lenta e dolorida-Mente
(morrer é uma travessia delirante)
vou encontrando o VAZIO que me preenche,
a liberdade do SER
e NADA querer.

Por que grandes males vêm ao meu encontro?
minha alma anseia por respostas.
provações do Caminho que me derrubam
e me engrandecem.
Sou GRANDE, SOU MUITO GRANDE,
sou um NADA gigante!

Como entender os anseios mais profundos do meu SER?
Tenho vontade de abdicar de tudo,
qualquer outro sonho ou expectativa.
Mas isso não existe!
Viver é sonhar.
quem não tem interesse na vida já está morto, nem despertou.

Quero despertar os interesses certos.

eu quero VIVER DESPERTA.
Aprender com o que passou.
poder perdoar sem me magoar, nem me humilhar.
Quero ter mais discernimento
não cair nas armadilhas dos desejos.

Quero acima de tudo, ou melhor,
a única coisa que eu quero mesmo
é ESTAR PRESENTE.
Aqui e Agora.
Consciente da eternidade e efemeridade da Vida.
Do Infinito.

Depois quero reencontrar a esperança,
o doce sabor da alegria de viver,
realizando sonhos, construindo relações íntegras,
pautadas na verdadeira amizade, lealdade e confiança.
Que eu vibre assim e atraia essa vibração.

Sigo... sei que eu consigo.

Sigo entendendo e sempre me desfazendo
de qualquer coisa que me entristeça
ou tire minha paz de espírito.

Sigo na Direção da Luz
e não me desvio
apenas observo e ilumino as sombras do caminho.

sigo,
com passos firmes, peito aberto e coração alado...
decidida e comprometida
com a Alegria da Vida.

Sei o que vim aqui fazer
Sigo... SIM, EU CONSIGO!!!




***

terça-feira, 19 de junho de 2012




RELATO DE PARTO DO NASCIMENTO DO MEU AMADO FILHO DAVI

Primeiramente, enxergo o nascimento de um filho como um dos maiores milagres da vida. É a maior expressão da Mãe Natureza. E a vinda de uma nova alma para este mundo, para minha família, para ser meu filho, é algo tão grandioso e sagrado que as palavras não podem alcançar.

Assim que notei em mim os primeiros sinais de que meu momento de ser mãe se aproximava, comecei a ler e a pesquisar sobre parto humanizado. Pela web pude conhecer sites, blogs educativos e pessoas, como a doula Renata Olah, que me ajudaram a me informar e a me inteirar desse meio humanizado.

Pouco tempo depois engravidei. Comecei a correr atrás do dinheiro que precisaria para pagar pelos profissionais humanizados e frequentei algumas reuniões de grupos de gestantes em Campinas: o grupo MadreSer, o grupo Vínculo e o grupo Samaúma.

No final da minha gravidez, com quase 32 semanas, sofri uma decepção inesperada e dolorosa. Acabei me separando do pai do bebê. Deparei-me sozinha com meu filho na barriga, mas com a certeza de que jamais estaríamos desamparados. Busquei forças na espiritualidade, em minha família e em alguns amigos (Giovana, Milly, Paola, Virgínia, Maria Paula, João Gonçalves, Málika, Bárbara, Ana Rita, Estevão... e um certo círculo de Fadas).

Logo em seguida à separação, fiz o curso de preparação ao parto no Espaço dar à Luz, com a Lucía Caldeyro. Minha mãe foi quem me acompanhou no curso e me surpreendeu ao se emocionar vendo os vídeos de partos humanizados que assistimos. Ela tornou-se minha maior aliada e cúmplice do momento frágil e ao mesmo tempo forte que eu vivia.
Frequentamos o Espaço Dar à Luz mais algumas vezes e decidi, pela sintonia, que minha doula seria a Lucía. Ela me acolheu exatamente como eu precisava, com seus olhos amorosos e seu coração compassivo. A presença xamânica daquela mulher me fazia sentir acolhida, compreendida, amada e especial. Ela foi e sempre será uma luz em meu caminho.

Escolhi a Dra Priscila Huguet para ser minha médica obstetra, pois além de ser uma profissional humanizada renomada em Campinas, ela me passou muita segurança e naturalidade com seu jeito firme e calmo. Enxerguei nela uma amiga em quem eu podia confiar.

Enfim, com 37 semanas estava pronta para parir. Eu havia me preparado com yoga e caminhada, estava entregue ao momento e tranquila com a equipe escolhida. Quando minha bolsa rompeu, fui alegremente dirigindo de Salto a Campinas com minha mãe ao lado. Fomos ouvindo música no carro, eu cantando e contando as contrações. Eram umas 21h. Chegamos a minha casa em Campinas às 22h. Minha mãe foi se deitar um pouco e eu fui me alimentar. Eu estava feliz por ter chegado a hora e pressentindo que seria naquela madrugada. Fiquei andando pela casa, buscando posições verticais, rebolando e apoiando para frente quando doía. Eu me lembrava da importância da entrega, de deixar o meu útero se abrir para o bebê descer, de não me contrair, e sim soltar e relaxar mesmo durante a dor. Eu sabia que era preciso estar aberta e receptiva tanto psicológica como fisicamente.

Das 23h em diante o trabalho de parto foi acelerando, as contrações ficavam mais fortes e menos espaçadas. Conversei com a Dra Priscila e com a Lucía, que estariam de prontidão caso o TP engrenasse. E assim foi. Depois da meia-noite tudo foi se intensificando e as dores foram exigindo muito de mim. Eu quis enfrentá-las sozinha o quanto pudesse, tomando homeopatia e floral para aliviar a dor, além de ficar nas posições físicas estratégicas. A partir da 1 da manhã já sentia vontade de gritar e chorar de dor durante algumas contrações. Era algo que eu nunca havia sentido nem imaginado. Como se eu fosse me quebrar ao meio. Entendi que havia chegado o momento de empoderar a menina frágil e amedrontada escondida dentro de mim. Eu me tornaria mãe, eu seria a fêmea poderosa e mais forte da espécie. Mas era preciso um ritual de passagem. E isso doía em mim profundamente, senti medo da grandeza de tudo aquilo e daquela força divina bem maior e além de minha compreensão. Mas foi por confiar nessa poderosa força divina que aceitei vivenciar o que fosse preciso para atravessar esse portal.

Depois da uma e meia da manhã a Lucía chegou a minha casa. Ficamos juntas na minha sala de yoga. Eu gritava. Ela e minha mãe me auxiliavam com massagens e compressas quentes na lombar. Não me lembro de muita coisa, sei que a Dra Priscila chegou para me examinar e eu estava com 7 cm de dilatação. Fiquei feliz. Fomos direto para a maternidade. Chegando lá, vomitei por toda a recepção e me lembro de dar risada sobre isso com a Lucía. Creio que naquele vômito estava tudo o que eu precisava jogar fora e me desfazer, e como me senti melhor depois disso! Nessa hora as contrações eram tão fortes que eu precisava me agachar para suportá-las. Subimos para o quarto, a Dra Priscila me examinou (ela é muito delicada!) e já era hora de ir para a sala de parto. Chegando lá os meus gemidos já eram diferentes. Instintivamente eu sentia uma força de puxão para baixo. Sentei na (bendita!) banqueta de cócoras da Lucía. Minha mãe e a neonatologista Dra Maria Otília chegaram na sala. O CD com mantras indianos já estava tocando. Eu sentia vontade de fazer força, era como se todos os meus órgãos internos quisessem sair de dentro de mim. Adeus, barrigona... sua hora havia chegado. O corpo humano é sábio. A natureza é sábia. Eram mais de 3 da manhã. Estava me sentindo muito cansada e com vontade de abandonar meu corpo. Um carinho da Lucía em minhas costas fizeram eu me lembrar da magia do yoga. Despertei novamente minha força. Alinhei a coluna e respirei com consciência. Dra Otília me deu uma dica preciosa: expirar longamente durante a contração e a vontade de fazer força. Fiz e deu certo. Senti o círculo de fogo, uma leve ardência. Alegria. Fiz mais uma vez e a cabecinha surgiu. Êxtase. Mais uma forcinha e uma expiração longa e o corpinho todo veio direto para as (abençoadas) mãos da Dra Priscila, que em seguida o entregou aos meus braços. Eu e Davi. Nirvana!

Davi nasceu às 3h38 do dia 18 de abril de 2012. Foi muito bem recebido pelas belas e fortes mulheres presentes na sala e no momento do mantra para Krishna (nada por acaso!). Enquanto a Dra Otília cuidava do Davi, a Dra Priscila cuidava de mim, pois tive uma pequena laceração no períneo. Tudo em paz e numa atmosfera de magia e carinho.

Agradeço imensamente a Deus por ter me concedido a benção de ser mãe e à oportunidade de ter tido um parto tão respeitoso. Vivi meu ritual de passagem! O segredo foi confiar, entregar, perseverar no momento da dor e não criar muita expectativa. É fundamental estar rodeada de pessoas de confiança e permitir que a natureza se manifeste. Também é importante buscar métodos naturais de alívio para a dor e manter a força de vontade até o fim. Vale a pena!

Meus sinceros e eternos agradecimentos à doula Lucía Caldeyro, à Dra Priscila Huguet, à Dra Maria Otília, aos meus amigos que me apoiaram e especialmente a minha mãe Aracy Serra, que sem ela nada disso teria sido possível. Também agradeço ao Diego, pai do bebê, por ter me dado o presente de um filho e a oportunidade de aprender a crescer na dor.

Om Shanti

Oriana Zamboni






Ray Charles Let It Be

sexta-feira, 27 de abril de 2012

Nasceu meu reizinho Davi!!! Da-Vi, minha Vi-Da!




À meu filho amado Davi:

"Ó Espírito antiquíssimo
Que o fogo não pode queimar, a água não pode molhar,
E o vento não pode secar.
Sua alma de alegria imaculada dançou e saltou
Através do vasto oceano da consciência
E veio dar na praia de meu coração.
Além de recordações e antecipações
O universo conspirou para criar você.
Filho do universo, meu filho.
Você é o eterno nascendo no tempo.
Você é o Ser Supremos
Criando um novo mundo."


~ Deepak Chopra


Davi nasceu dia 18 de abril, às 3:38h, em Campinas. Foi um lindo e emocionante parto natural e transcendental ♥ Nasceu de cócoras!!! =))) Mto grata pela força e presença de todos, especialmente: de minha mãe, que esteve ao meu lado em cada momento... minha Doula preciosíssima Lucía Caldeyro, sem ela nada disso teria sido possível! - minha querida médica obstétrica humanizada Dra Priscila Huguet, perfeita e delicada... e a querida pediatra neonatologista Dra Maria Otília, que me deu uma dica preciosa no momento final! Gratidão a todas as mulheres empoderadas, nossas ancestrais... aos gurus, aos mestres, aos anjos e arcanjos... a toda família espiritual... mto grata pela PROTEÇÃO DIVINA!!! Foi feita a LUZ!!!! ♥



domingo, 15 de abril de 2012

Tempo e Espaço


"O Parto tem seu próprio tempo
Tempo frugal
Tempo sem pressa
Tempo que se acha
Tempo que se dá
Tempo que procria
Tempo que se cria
Tempo que se cri- ança
Tempo que se cansa
Tempo que se dança
Tempo que deságua
Tempo sem mágoa
Tempo que demora
É tempo sem hora…
O parto tem seu próprio espaço
Espaço sem lugar
Espaço de esperar
Espaço que se faz
Espaço que se abre
Espaço que se tem
Espaço que contém
Espaço que se dança
Espaço que se água
Espaço que se bola
Espaço que rebola
Espaço que se embola
Espaço de ir embora
É espaço de ir, em boa hora
Tempo sem drama
Espaço de trama
Hora de criança
Lugar de mulher"

~Flávia Penido

Carta da Nona Lua – O parto tem seu próprio tempo


"Sinto que você está chegando, meu corpo vem me dando seus sinais. Foram nove meses de comunhão, dias melhores, outros piores, agora chegam ao fim. Quem venha com o tempo, que venha com a lua, que venha! Já te aguardo, te pressinto. Confesso para ti, somente para ti, confesso que já me sinto ansiosa pela sua chegada. Meu corpo todo sente o seu peso, e já está tão difícil mover quanto ficar quieta.
Respiro fundo e suspiro, nascer é tempo sem hora. Aguardo você sentir-se pronto, pronto para respirar por si só. Saiba que eu mesma já me sinto inteiramente pronta. Durante os nove meses eu estive ocupada, sim, eu sei. Também durante nove meses eu me acostumei à sua presença em mim. Tive bastante chance de me preparar, a mente teve seu tempo de absorver as mudanças que trará para minha família. Sinta-se desejado e amado, meu bebê, por todos nós. Desejo-te.
Pressa? Não eu não tenho pressa, para que andar depressa? Quero que venha, mas que venha na sua hora. Não existe hora marcada, não marquei na agenda. Sem nenhum compromisso, que seja pelo nosso desejo mútuo.
Quando meu corpo e você estiverem em trabalho parto, vamos nos repartir, você vai partir para uma nova jornada, é uma viagem intensa, procure a luz, procure o caminho que te ofereço em meu corpo. Não tema essa viagem, porque estou sempre contigo. Despeço-me da barriga linda e grande, você se despede do interior do meu corpo. Mas nos encontramos aqui deste lado, em uma nova e longa aventura. Começa em um grande deleite. Sinta o amor que confirmo ao colocar minhas mãos em meu ventre, sinta o calor que emana. Este calor destas mãos você vai sentir aqui fora. Pode vir, garanto que estou aqui.
Sem pressa para essa viagem, criança, sem pressa. Venha surfando em onda esplêndida, venha no ritmo que imprimimos juntas, somente nós duas. Você e eu temos todo o tempo, todo o espaço para essa caminhada. Temos bola, temos água, temos de tudo! O tempo e espaço do parto é nosso, só nosso. É o meu parto e o seu nascimento. A dinâmica será somente nossa e sem artifícios exteriores, creia em mim, eu lhe prometo que será nossa e de mais ninguém. Como estou tão segura? Por que desta vez eu fiz as escolhas que me aprazem desde o começo, ouvindo meu mais intimo desejo! Sim, você já sabe disto, eu ouvi os meus medos e procurei sua cura, procurei sanar suas carências. Impedi também que medos alheios me assombrassem. Cá estou pronta para a entrega. Ninguém vai precisar nos ajudar nessa viagem de partida e de chegada. Você pode ouvir a calma e potente batida do meu coração. Então, prepara-se e dê o sinal! Venha na lua que te escolher e venha com vontade de me ver, olhe para a luz!"


~Flávia Penido

sexta-feira, 6 de abril de 2012

sexta-feira, 16 de março de 2012

Despertar sereno e tranquilo...


Hoje é um dia novo que nasce e desperta com harmonia e suavidade, nos renovando de esperança, coragem, fé e alegria!
A vida é bela e ainda mais quando permitimos o AMOR falar mais alto, cantar a canção divina da compaixão e da alegria genuína.
Sinto-me repleta de esperança renovada, paz e tranquilidade.

Tudo tem a sua hora. Tudo tem o seu porquê, ainda que oculto.
E se a hora da Transformação chegou, ofereço-me rendida ao fogo sagrado, à chama intensa da purificação.
Abençoo todos os fatos e todas as pessoas que marcaram minha vida.
Recebo o que a vida me oferece com humildade e sabedoria, pois sinto que uma Força maior rege esse Universo e que tudo na vida vem por uma razão, para um Bem Maior.
Não temos o controle absoluto sobre o destino de nossas vidas, principalmente quando estamos ligados ao destino de outras pessoas. Mas temos a chance de escolher qual rumo queremos dar às nossas vidas, qual energia queremos impregnar em nossas vidas.

Eu prefiro escolher o caminho da aceitação tranquila e me responsabilizo pela parte que me cabe, oferecendo meu amor, minha compreensão e minha sincera compaixão. Ninguém tem o direito de intervir no livre-arbítrio alheio, então assumo o meu próprio livre-arbítrio com integridade e escolho viver na energia luminosa do Amor maduro, sublime e desapegado.
É lógico que podemos, de alguma forma, influenciar positivamente na vida dos outros, mas jamais podemos forçar o caminho de ninguém.
Rezo pelo bem e pela clareza mental e espiritual de quem amo e já amei tanto. Sigo leve.
Assumo as minhas responsabilidades, a minha felicidade e sigo firme a minha jornada encantada com sentimentos de nobreza e humildade.

A estrada da evolução é longa, muitas vezes ela é árdua, exigente, complexa... mas com fé e firmeza no auxílio divino, tornamo-nos seres melhores, agindo como instrumento do Cosmos. Aos poucos vamos realizando tudo o que a nossa Alma anseia por realizar, vamos encontrando tudo o que nosso espírito se propôs a encontrar quando desceu a este plano e assumiu o risco e a aventura de viver a graça que chamamos de Vida!

Eu dou as boas-vindas ao meu filho que está quase pronto para chegar neste lado da existência... para viver neste mundo tão bonito e tão cheio de surpresas e aprendizados. Que seja Bem-Aventurado! Eu o amo com toda a TOTALIDADE do meu SER!

OM SHANTI OM

*

quinta-feira, 8 de março de 2012

Benção da Força Feminina


"Peço à bênção à Mãe Terra, à Grande Deusa, Pacha Mama, Madre Tierra, Gaya.
Que vossas entranhas escutem minhas preces impulsionando com vossa força e poderes criativos todas as minhas intenções ao alto, fazendo com que o Grande Espírito, os povos das estrelas e meu Eu Divino Superior se movimentem para que, em união com tua magia, providenciem o que for necessário à concretização do meu plano divino neste planeta sagrado, nesta vida. Assim é e Assim Será!
A força dos ciclos da Lua despertam meu Sagrado Feminino para os ciclos do meu Ser, me renovando e recriando minha vida.
A força e a cura caem direto nos ossos da minha coragem para sempre.
Eu Sou aquela que vive muito, com força e saúde, e com um imenso espírito aberto ao vento.
Eu Sou aquela sempre corajosa, com minha alma protegida por muitas outras e levo meus recursos conquistados ao mundo carente.
Eu Sou aquela que a cada momento da vida aprendo e ensino a amar este mundo e todos os seres que nele estão, das formas que mais importam para a alma.
Eu Sou sempre mantida em segurança, alimentada por muitas fontes, sempre recebo demonstrações de amor e gratidão e mantenho minha alma vicejante a céu aberto, para que todos vejam.
Eu atraio todos os seres de corações peregrinos ao meu caminho, ao meu encontro e juntos permanecemos e fortalecemos os perímetros e portais do mundo da alma confiados à nossa guarda.
Eu Sou aquela que desperta a sabedoria ancestral que herdei de minhas antepassadas sábias.
Eu Sou abençoada em minhas belezas, tristezas e buscas, e vejo o mundo com olhar linear e interior, com os muitos olhos da intuição.
Eu Sou uma escaladora astuta das montanhas místicas, coloco cada vez mais minha alma no que digo e faço.
Eu Sou inflamada pelo fogo do desejo de aprender e ensinar.
Eu Sou aquela que se interessa mais em ser amorosa do que em estar com a razão.
Eu Sou aquela que se dá conta de como minha vida é preciosa, de como, apesar das imperfeições, sou exatamente os baluartes, as pedras de toque, as notas fundamentais, os paradigmas necessários.
Eu Sou tão sábia, indomável e corajosa quanto a vida me convoca a ser.
Eu Sou aquela que vive de verdade e através de mim todos os outros vivem também.
Eu Sou a intensidade, a calma, a presença da alma, o paradoxo, uma sábia em preparação.
Eu sou buscadora de novos e velhos conhecimentos.
Eu Sou espontânea, confiável, criativa, obstinada, ousada, precavida, tradicional e ao mesmo tempo original.
Eu Sou a perspicácia em ação, a premonição, a paz, a expansividade, a sensualidade, a argúcia, a coragem, a clareza e a percepção.
Eu Sou o amor com magnitude, o auto-conhecimento, a plenitude e a abundância, a exuberância e a dança.
Eu Sou curiosa, aquela que sabe examinar, abençoar e ensinar.
Eu Sou a diversão e a alegria, a guerreira audaciosa, franca e justa.
Eu Sou generosa, sagaz, esperta, firme, calma, paciente, impetuosa, intuitiva.
Eu Sou velha enquanto jovem e jovem enquanto velha.
E assim sendo, o amor puro e verdadeiro, incondicional, viceja em meu caminho de vida, me trazendo luz e fazendo de mim instrumento de despertar da vida naqueles que me encontram pelo caminho.
Eu cumpro meu plano divino neste planeta com entrega, aceitação, compreensão, reverência, alegria, amor e gratidão!
Aha Grande Espírito!
Aha Grande Mãe!
Aha Avó Lua!
Aha Divina Presença Eu Sou em meu coração.
Aha todas as mulheres da Terra, despertemo-nas, e dancemos juntas!!!
Aha Metakiaze!

Gratidão e reverência,
Eu Sou"

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Silêncio em prece


Oração no Sofrimento

Um pensamento da Santa Irmã Faustina:

"Se a alma que sofre soubesse quanto Deus a ama, morreria de alegria e
de excesso de felicidade."

"Conheceremos no futuro o valor do sofrimento, mas já estaremos na
impossibilidade de sofrer: nosso, é só o momento presente."

"Jesus, não me deixeis sozinha quando sofro! Vós Senhor, sabeis como
sou fraca, conheceis o abismo da minha miséria, sou uma nulidade. A
minha fraqueza é tão grande que não deve causar espanto a minha queda
se deixada sozinha. Sou como uma criança, recém-nascida incapaz de
coordenar os movimentos. Mas, em meu abandono, confio em vós, Senhor.
Malgrado tudo aquilo que sinto dentro de mim, conservo a mais completa
confiança em ti e nela deposito, da maneira mais absoluta, todo o meu
sentimento. Não diminuais o meu sofrimento em nada, dai-me apenas
força para suportá-lo. Fazei de mim o que é do vosso agrado, mas
concedei-me, ao mesmo tempo, a graça de amar-vos sempre em todas as
circunstâncias. Não diminuais o amargor do meu cálice, dai-me
unicamente a coragem de bebê-lo até o fim. Amém."


Oração à Mãe de Deus

"Maria, minha mãe e minha Senhora, eu vos dou a minh'alma e o meu
corpo, a minha vida e a minha morte e tudo o que virá. Deposito tudo
em vossas mãos, ó minha mãe. Cobri-me com vosso manto virginal e
concedei-me a graça da pureza do coração, de alma e de corpo.
Defendei-me com vosso poder de todos os inimigos, especialmente
daqueles que escondem a própria maldade sob a máscara da virtude...
Fortificai a minh'alma e que o sofrimento não a desanime. Ó Mãe da
graça, ensinai-me a viver em Deus. Amém." "Ó Maria uma espada terrível
atravessou a tua santa alma; exceto Deus ninguém conheceu a tua dor. A
tua alma não se partiu; foi forte porque estava com Jesus. Doce mãe,
une a ele a minh'alma, porque somente assim resistirei às provas e os
meus sacrifícios de cada dia, unidos aos de Jesus, serão aceitos por
Deus. Mãe dulcíssima, que a espada da dor jamais me despedasse.
Ensina-me a vida interior. Amém."

CHAMADO AOS QUERUBINS DE DEUS


"Amados Querubins de Deus, invoco-os aqui e agora em nome do Pai e da Mãe divina, para que protejam o amor, a união e a harmonia do meu lar e de toda a minha família. Mandem os raios rubi do amor divino para encher os nossos corações, protejam todos os nossos chakras de ataques externos do mal e de entidades que buscam sugar nossa luz e energia.

Expandam a chama do amor divino em nossos corações, aumentando o sentimento de caridade e de respeito ao próximo. Utilizem suas espadas e o julgamento do Raio Rubi e do Espírito Santo para nos libertar das imperfeições e de ataques físicos e espirituais.

Selamento : Está Feito, Está selado, Está Terminado (3x)
em nome do Pai, da Mãe, do Filho e do Espírito Santo, Amém."

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

A Verdade do Amor


"A liberdade é um fruto do amor. O amor somente se manifesta, quando você pode purificar o sistema dos pontos de ódio e medo. Então, conforme vai purificando, você vai podendo abrir mão desse mecanismo de defesa, que é a luxúria. A partir disso, você liberta a energia erótica do medo, e ela começa a subir em direção ao topo da cabeça. E, em algum momento, você experiencia um amor profundo pela vida e pela existência — amor por Deus. Esse amor a Deus é o que chamamos de devoção (Deus, em suas diferentes formas). É um dos portais celestiais; um dos instrumentos que possibilita a liberação. É um redirecionamento da energia sexual para Deus. Mas, isso é um florescimento, ou seja, você não se força a sentir isso. Nós estamos falando de um processo de amadurecimento e a maturidade é um fenômeno natural."

- Sri Prem Baba


“I tell you one thing — if you want peace of mind, do not find fault with others. Rather learn to see your own faults. Learn to make the whole world your own. No one is a stranger, my child; the whole world is your own.”

— Holy Mother Sri Sarada Devi

“Deixe-me dizer-lhe como amar a todos igualmente. Não espere nada daqueles que você ama. Se esperar algo, alguém lhe dará mais, e outros menos. Neste caso, você amará mais aqueles que dão mais, e menos aqueles que dão menos. Assim, o seu amor não será o mesmo para todos. Você não será capaz de amar a todos imparcialmente.”

- Sárada Devi (A Santa Mãe)


“One night Mother Sarada [Sarada Devi, the wife, nun-consort of Sri Ramakrishna, pictured] worshipped the moon. She saw that even the moon has blemishes. Then she prayed, “May my mind not have any blemishes.” Sri Ramakrishna stood behind her and said, “When your thought, word and deed become one, your prayers will be answered.” This happens when the mind is completely pure. So long as you say something and mean something else, you are not pure. If your words and actions are different, you are not pure.

Ganesha is a sign of brahmacharya.

In the scriptures we read how when Ganesha was young he played with a cat. Later in the day he went to his mother – the goddess Parvati - and said, “I am so happy to have played with a cat.” Then he noticed that his mother had a scratch mark on her body. He said, “How did that happen, Mother?” She answered, “You did that.” Ganesha said, “But I did not come here today mother.” Then, as the Universal Soul, she explained: “I exist in every being and if you hurt that being you will hurt me.” You must be very, very careful. You must not hurt your Deity in the heart of another being.

Krishna said, “I am seated in the hearts of all beings.”

When you make a man suffer, in reality the Deity is suffering. See what is sitting in the heart: the Deity.

When God takes the form of man He will not show supernatural powers; because the laws are made by God.

You can transcend the world by the laws of this world - just as when you are drowning you can overcome the sea by the aid of the waves. Take the natural laws and transcend the world.

This is how God gets hurt: He takes the form of man and gets hurt in the form of man. This is why we say do not find fault with anybody.”

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Conexão


Conexão

Olhe alguns segundos para esta carta que está ao lado do texto. Veja que beleza a idéia de conectarmos o nosso coração aos golfinhos, desde sempre símbolo de paz, bondade e cura.

Vou transcrever literalmente o que o autor escreveu sobre esta carta porque não seria capaz de criar nada mais perfeito!

“A experiência de relaxar o coração, durante a meditação, não é algo que possa ser apossado ou forçado. Ela vem naturalmente, à medida em que vamos ficando mais sintonizados com o ritmo do nosso próprio silêncio interior. A figura desta carta espelha a doçura e a delicadeza desta experiência. Os golfinhos que afloram do coração e perfazem um arco em direção ao terceiro olho refletem o espírito brincalhão e a inteligência que se manifestam quando somos capazes de estabelecer conexão com o coração, e de nos mover no mundo a partir daí.”

O conselho da carta é: ”permita-se ser mais gentil e mais receptivo neste momento, porque uma alegria indescritível espera por você logo ali, virando a esquina. Ninguém mais pode indicar-lhe onde ela está, e quando você a encontrar não terá palavras para descrevê-la aos outros. Mas ela está ali, profundamente dentro do seu coração, madura e pronta para ser descoberta.”

No entanto, se está com dificuldade de abrir o seu coração para o novo e para toda a magia que ele pode lhe proporcionar, sugiro que faça este exercício com imagens da mente durante 7 dias. Esteja sentado, pés apoiados no chão, mãos nas pernas, olhos fechados. Respire longamente algumas vezes até sentir que está calmo e pronto para levar sua atenção para a intenção deste exercício:

Contato e Harmonia.

Veja, sinta, perceba ou imagine-se entrando em contato com o seu coração. Sinta seus batimentos e imagine que ele é um golfinho que quer se comunicar com sua consciência. Ouça o que este golfinho tem para lhe dizer. Corrija o que ele pedir para ser corrigido ou aceite o que ele disser que você está fazendo certo.

Sentindo agora que este golfinho pulsa calmo e feliz porque você entrou em contato com ele, mantenha este contato para sempre, respire e abra os olhos.

***

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

É tempo de amadurecer!!! é tempo de semeadura, entrega e confiança!


É tempo de despertar a Deusa que habita em mim, reivindicar e aceitar o meu poder, a minha força. Fortalecer meu amor-próprio, cuidar bem de mim mesma, com muito carinho. Saber amar e me amar como preciso ser amada.
Reverenciar e Adorar a Deusa que EU SOU.
Seguir em frente sem receios, sem medos e sem sombras.
Iluminar emoções e pensamentos sombrios.
Preencher minhas lacunas, meus vazios. Fazer companhia para a minha solidão, transformando-a numa doce solitude, agradável cúmplice e companheira.
Cultivar o Amor próprio.
Eliminar minhas inseguranças e preocupações.
Reconhecer minha força, meu poder, minha beleza.
Cultivar e celebrar minha alegria, irradiando-a esplendorosamente.
Conectar-me com minha essência sagrada e com o sagrado que em tudo habita.
Ser fiel e leal a mim mesma!
Desvinciliar-me de padrões antigos que tentam impedir minha plenitude.
Desfazer-me dos medos enrustidos, das lembranças de passados doloridos.
Purificar-me.
Abrir meus chakras ao delicioso e belo futuro porvir. Iluminado e florido amanhã que se constrói hoje: com BONS pensamentos, BOAS palavras e ações.
SER MULHER DEUSA DESPERTA!
Guereira de coragem, fé e esperança.
Sou auto-suficiente em meu caminhar e convivo com o mundo em HARMONIA.
Estou me sentindo PLENA para DAR,
FIRME para LUTAR,
SEGURA para AMAR.
Confio em quem EU SOU e em meu caminho.
Caminho que quero trilhar nesse constante lapidar.
Infinito AMADURESCER FLORESCIMENTO.
Estou pronta e sou capaz: de SER MÃE,
uma verdadeira acolhedora provedora e doadora Mãe!

*****

obrigada, Deus, pelas crises que me fazem crescer, amadurecer e enxergar meu Real Valor e minha verdadeira Força!

Sat Nam!

domingo, 15 de janeiro de 2012

Snatam Kaur - Earth's Prayer - The Official Music Video

Snatam Kaur-Ong Namo ☼



Love2All:))
Snatam Kaur - Ong Namo

Oh my Beloved
Kindness of the Heart
Breath of Life
I bow to You

And I'm coming home
And I'm coming home
And I'm coming home
And I'm coming home

Ong namo guru dev namo (repeat chant)

Oh my Beloved
Kindness of the Heart
Breath of Life
I bow to You

Divine Teacher
Beloved Friend
I bow to You
again and again

Lotus sitting on the water
beyond time and space
this is Your way
this is Your grace

Ong namo guru dev namo (repeat chant)

this is Your way (repeated)
this is Your grace


ONG NAMO, GURU DEV NAMO
Is the Adi Mantra, tuning one in to the higher self.
Ong is "Infinite Creative energy in manifestation and activity".
("Om" or Aum is God absolute and unmanifested),
Namo is "reverent greetings' implying humility,
Guru means "teacher or wisdom",
Dev means "Divine or of God" and Namo reaffirms humility and reverence.
In all it means, "I call upon Divine Wisdom".

segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

Passeando pelo jardim de Formosuras!


Queridos, um dos textos-poema que mais gostei na Vida! Salve essa poetiza da luz!


"Todos nós temos um jardim de formosuras em nosso coração! É lá que o Divino semeia com primor tudo o que buscamos durante a vida: amor, alegria, compaixão, união, humildade, sensibilidade, harmonia, paz, força, luz, cura, intuição e toda beleza que vive em nós e ao nosso redor.

A magia da vida está em acolher este primoroso presente, assumir nosso papel de jardineiro fiel, cumprindo com entrega, devoção, entusiasmo, confiança e gratidão o cultivo deste jardim para ver brotar a formosura de nosso Ser, flores de cores e perfumes variados, que deixam a vida mais bela e leve, gostosa de se viver!

Nesta páscoa, recordando o renascimento de um dos nossos mais belos mestres, jardineiro do amor, Jesus Cristo, convidamos vocês, queridezas, a fechar os olhos, dar as mãos a si mesmo e sair passeando pelo seu coração, observando quanta beleza está em sementes pela terra fértil que é teu Ser, quantas cores aguardam teu afago, teu perdão, tua aceitação, teu acalanto, e tua abertura para ser rebento de flores e perfumes em tua vida!

Sente-se nesta terra, converse com a Divina Mãe, peça que ela lhe ensine a cultivar seu jardim com doçura maternal. E você não precisa trabalhar sozinho... convide a irmã água para lavar tuas feridas, o irmão sol para iluminar tuas sombras, o irmão vento para balançar teu ego derrubando folhas secas que não são mais úteis em tua personalidade, mas que podem ser adubo quando caírem no chão. Recolha os galhos espalhados e chame o irmão fogo para acender a chama do amor incondicional, aceite a passagem dos irmãos que lhe mostram onde estão os espinhos e se eles persistirem em ficar presentes, convide-os a ajudá-lo a podar com as tesouras da compaixão e do perdão o que pode machucar. Observe a presença dos irmãos pássaros cantando hinos divinos, ensinando a alçar vôos altos e alcançar a consciência maior. Perceba as irmãs árvores, que têm firmeza nas tempestades, serenidade na calmaria e estão a vigiar, sempre. Acompanhe as formiguinhas, exemplo de união e de trabalho incessante. Encante-se com os beija-flores provando da tua doçura e com as borboletas dançando o efêmero, a lição do desapego, a vivência do aqui-agora. Aprenda com a irmã lua a refletir a luz do outro irmão e iluminar tudo ao teu redor.

São tantas as belezas e lições que habitam os jardins de formosuras no coração de cada um de nós, tantos seres, de tantos reinos sagrados...

Expresse a Deus, o Grande Espírito, a tua gratidão por ter olhos para ver, voz para cantar, mãos para trabalhar, pernas para caminhar, coração para amar e muitos corpos para sentir e vibrar!!! E vibre, ame teu próprio jardim, cada vez, e cada dia mais! Lembre-se sempre de passear por lá, desfrutando das formosuras do teu Ser, cultivando-as e sendo luz para o despertar das formosuras de todos ao teu redor!!! Tenha sempre alma vicejante a céu aberto, convidando todos os seres que vibram alegria e amor a dançar em teu jardim! Assim uma Nova Terra vai brotando e todos os nossos sonhos vão sendo realizados! Todos, em união, dançando juntos o despertar, sendo poesias para o universo todo cantar em nós a concretização da bela transformação que estamos vivendo! Uma transformação que é simplesmente o reconhecimento e a aceitação daquilo que já somos: belos jardins de formosuras!

Com todo o nosso amor, é isso o que desejamos hoje, e sempre!
O nosso jardim de formosuras está sempre aberto à visita de vocês queridezas, que nos ensinam a ser cada vez mais gratos ao nosso Pai Criador, gratos por viver!!!

Feliz Páscoa!!!

Flor de Câmi e seu botão de cristal, Rayom Mahadeva
"


do blog http://diantedemimeumesma.blogspot.com/

Clareza, força, amor e conexão


Quinto mês de gestação do meu pequeno Yaman. Amor transbordando... A felicidade e a delicadeza desse momento sagrado tomam conta de mim. Momento de fragilidade e solidão profunda. Tempo de força e conexão.
Sinto necessidade de proteção, amparo, cuidado... como se eu mesma fosse o bebê.


Estou gestando meu filho e gerando em mim uma nova mulher: a Oriana Mãe. Essa transformação linda e desejada dói. Estou me preparando para um renascimento. O grande renascimento de minha vida. Abraçar esse novo Amor incondicional que é maior que tudo, assumir a responsabilidade pela vida do meu neném, cuidar de um ser totalmente frágil e dependente. Alimentá-lo, protegê-lo, nutri-lo de amor, carinho, paz e bem-estar. Educá-lo e oferecer o melhor futuro a ele. Querer a felicidade dele acima de tudo, acima da minha. Eis a maternidade surgindo em mim...

Eu sou a Grande Deusa em manifestação. Ela está em mim, sou divina, sou rainha, sou a Mãe natureza! Estou sendo agraciada pela Vida, oferecendo meu ventre e meu ser à missão de gerar, cuidar e zelar pela vida de um novo ser, do meu novo ser, meu filho amado. Sou seu anjo da guarda, sua guardiã, sua melhor amiga, eu mesma sou ele, ele é um pedaço de mim, ele é a continuidade do pai, ele é fruto do nosso amor que de tão grande se expandiu num novo Ser. Uma linda nova alma que vem compartilhar sua vida conosco para evoluírmos juntos na Luz.

Apenas quero me manter conectada com a Mãe Divina. Ter sabedoria divina para lidar com as emoções fortes que transbordam minhas sombras, meus medos, meus instintos e meus hormônios tão intensos.

Que eu possa sustentar toda essa felicidade e me entregar plenamente a esse Renascimento!
Que haja amor, paz, harmonia e saúde em mim, em meu lar e em minha família.
Eu me determino a ser feliz. Ser feliz como mãe, como mulher, como esposa. Ser feliz comigo mesma, como cidadã, como amiga, como ser espiritual em evolução. Ser feliz em casa e na profissão. Ser feliz na Vida. Ser feliz da Vida! ... SER Feliz.


***

Obs: escrevi essas palavras após ter tido ontem uma doce conversa com minha querida amiga Flôr de Cami. Foram muitos insights e muito acolhimento feminino. Agradeço com todo amor! E, logo após escrever esse texto, fui ler o texto dela que ela havia me recomendado de ler. Fantástico como vi a ressonância de nossas palavras. Ela expressa com primozia cada gotinha de néctar desse momento sagrado. Flor, gratidão!!! que muitos seres possam se espelhar e se inspirar em ti! Jay Hooo!!!

Aqui vai o link do texto MARAVILHOSO dela: http://diantedemimeumesma.blogspot.com/2011/08/jardineiros-fieis.html

Gracias!


*****