"The whole purpose of life is to make God a reality."

"Be like the Sun for grace and mercy. Be like the Night to cover other's faults. Be like running Water for generosity. Be like Death for rage and anger. Be like the Earth for modesty. Appear as you are. Be as you appear" ~ Rumi


sábado, 22 de março de 2008

Oração do Pai Nosso


Nosso Pai, que estais em toda parte
Santificado seja o vosso nome
Em louvor de todas as criaturas
Assim na Terra
Como nos círculos espirituais.
O pão nosso
Do corpo e da mente, nos dai hoje,
Perdoai as nossas dívidas
Ensinando-nos a perdoar
Com o esquecimento de todo mal.
Não deixeis que venhamos a cair
Sob os golpes da tentação
Da nossa própria inferioridade
Livrando-nos do mal
Que ainda reside em nós mesmos
Pois só em Ti existe
A luz, a fé e a esperança
Para todos nós. Amém.

***

sexta-feira, 21 de março de 2008

Coração de Jesus


"O coração de Jesus era puro e calmo. Por esta razão ele é honrado como sagrado.
Nós também devemos tornar sagrados os nossos corações de modo que nos fundamos em Jesus ou Jesus se funda em nós.
Quando nos fundimos, isso é chamado devoção; ter Jesus desperto em nós é o caminho da sabedoria.
Jesus era mensageiro de Deus; mas atente a isto: todos vocês também são mensageiros de Deus.
Jesus não era o único Filho de Deus; todos vocês são Seus filhos.
Jesus e Seu Pai são um. Você e Deus são também um, torne-se consciente disto."

Sai Baba

quinta-feira, 20 de março de 2008

Franqueza e coragem...


O que vou escrever agora são reflexões profundas de um processo novo de cura e auto-conhecimento que estou vivendo. É muito pessoal, íntimo, mas não posso deixar de registrar aqui no meu diário de bordo dessa doce e amada Vida. Escrever me ajuda a compreender meus mistérios.

A decisão mais firme de minha vida que acabo de tomar é: QUERO DEIXAR DE SER INGÊNUA E DE FANTASIAR A REALIDADE.
Percebo que essas tendências foram minhas fraquezas, meus defeitos, minhas limitações. Tenho vergonha de percebê-las em minha vida, mas, para que eu possa transmutá-las, preciso agir com sinceridade, aceitação e consciência.

Não quero mais ser ingênua de me colocar em situações perigosas ou prejudiciais para o bem-estar de minha alma. Diversas vezes me joguei em situações, mergulhei de cabeça sem antes avaliar os riscos ou as consequências. Graças a Deus, nada grave nunca me aconteceu. A proteção é forte.
Não quero mais perceber que fantasiei uma situação e perdi muito tempo e energia mergulhada numa ilusão que não valeu a pena.
Não quero mais ser dominada pelo impulso de me apaixonar loucamente e me entregar sem pensar, antes de saber onde estou pisando ou sem estar em coerência com a Realidade.

Sempre segui esse ingênuo impulso fantasioso de me levar pelas emoções mais loucas, achando que essas sensações eram o motivo de minha alegria de viver. O que mexia com meu "coração" me envolvia por completo por despertar meus instintos e minhas emoções. Tirava o meu centro e a minha coerência. Depois que o tempo passava via que minha visão estava distorcida, desequilibrada, irracional. Tive muitos problemas em aceitar o lado racional das coisas. E sofri muito por isso. Agora primo pelo equilíbrio.

Na verdade, carrego algumas carências e alguma dor profunda de outra vida, acho que por isso muita coisa aconteceu do jeito que foi, tinha de ser.

Preciso entender o que essa maneira de ser "platônica" quer dizer na minha vida.
Pois dentro de mim eu sempre idealizei e sonhei um amor maduro: coração, instinto, mente e espírito em sintonias... alinhados no Amor à Deus, no amor carnal e divino integrados.

Por isso quero despertar! Despertar, despertar, despertar... me livrar de traumas do passado, me livrar de tendências melancólicas, sofrimentos à toa, carências desnecessárias.
Quero ter os pés no chão, discernimento e mente iluminada! Auto-conhecimento e auto-suficiência.

Amor tem que ser construtivo, tem que ter equilíbrio, tem que ter realidade e sonho, tem que crescer, tem que criar, alimentar, animar, evoluir, despertar, florescer, multiplicar... na Vida ou na Morte ou depois da Morte...

Comunhão com Deus! Isso é TUDO DE BOM! ;)

Vim ao mundo com muitos ideais, muitos sonhos, propósitos e uma missão especial.
Já é hora de me entregar para a VERDADE DE MINHA VIDA, com coragem, confiança e AÇÃO! Estou de mãos dadas comigo mesma.

Estou me lapidando com amor... sei que mereço o melhor que a Vida pode me oferecer.

Assumo agora a direção responsável de minha vida e de minhas emoções.
Estou com as rédeas de meu cavalo selvagem em minhas firmes garras de leoa, plena de coragem!


Viva!!!!!!!!!!!

isso é só o começo... Fazendo a Conexão com o mundo material...

Oriana Shakti


********************

Com Deus, em Deus e somente para Deus...



Prem Baba Ki! Jey Ho!

quarta-feira, 19 de março de 2008

Coração grande para transcender e transformar


" Se o seu coração for pequeno, uma palavra ou ação injusta fará você sofrer, mas se o coração for grande, e se tiver compreensão e compaixão, a palavra ou ação injusta não terá o poder de lhe causar sofrimento,
porque você terá a capacidade de receber, aceitar e transformar rapidamente.
O que conta aqui é sua capacidade.
Para poder transformar o sofrimento, o coração precisa ser grande como um oceano. Outra pessoa talvez sofra, mas se um Iluminado ouvir as mesmas palavras desagradáveis não sofrerá. Tudo depende da forma de receber, aceitar e transformar.
Se você guardar uma dor por muito tempo, é porque ainda não aprendeu a prática da tolerância."
Thich Nhat Hanh

Sutil e amorosa Reconciliação...

Mensagem de Mãe Maria

“Que as bênçãos do amor tragam paz aos vossos corpos, mentes e corações.
É tempo de reconciliação, bem amados!
Buscai, pois, acalmar vossos corações, reconhecer vossas contradições e dar um passo à frente na busca do perdão, para que possais vos reconciliar com o ser de luz que sois.
Não existem mais espaços para cobranças, eis que este é um tempo em que cada Filho da Terra – ao invés de se cobrar pelo que fez ou não fez - precisa sim reconhecer suas falhas e corrigi-las, reconhecer seus sentimentos não condizentes com a vontade do Pai – que é só amor – e corrigi-los, reconhecer que é tempo de parar de cobrar-se - e de cobrar os outros -, para agir.
Sem ação amados, não conseguireis dar os passos que ficaram em suspenso por tanto tempo, aguardando compreensão, para verdadeiramente assumir vossa vida assumindo cada pequeno detalhe que se manifeste no vosso cotidiano, eis que gerados por vós.

Lembrai-vos que a negatividade permeia ainda os Filhos da Terra, e que ela só se transforma em amor quando ousardes tomar as atitudes que se apresentam necessárias, e que já reconheceis em vossos corações.
Nunca é fácil tomar a dianteira de uma situação, nunca é fácil dar o primeiro passo, nunca é fácil agir!
Todavia, se faz premente que possais emergir do mundo da ilusão para agir, para dar o primeiro passo rumo a vossa reconciliação.
Lembrai-vos que só no mundo da ilusão podereis continuar sustentando a falsa verdade de que alguém é culpado por vossas desilusões, e enquanto não deixardes essa ilusão para trás não conseguireis a vossa redenção.

Ninguém é culpado
por vossas mazelas, por vossas tristezas, por vossos desencontros, por vossas desilusões, por vossa infelicidade.

Ninguém é culpado por não aceitardes reconhecer as múltiplas faces que criastes para vós mesmos, faces contraditórias sustentadas por conveniências dos vossos muitos momentos e situações, faces que trouxeram como resultado inúmeros e constantes conflitos por não conseguirdes manifestar algo que quereis expressar e, muitas vezes, por manifestardes algo que vossos corações suplicam para que não venha à tona eis que não representa o querer da vossa verdadeira identidade.

Acordai, amados, eis que o tempo da reconciliação passa rapidamente por cada um de vós.

É hora, pois, da decisão, é hora de decidirdes vos reconciliar com vossas muitas manifestações, para que possais vos reconciliar com a vida, para que ela possa ser o palco de vossas conquistas onde os desafios só refletem a necessidade de corrigirdes algo em vossa jornada, algo que deixastes pendente no passado próximo ou longínquo.
Buscai assim emergir do mar de contradições que vos permeia, que tornam vosso dia a dia um fardo já quase impossível de continuar a carregar.
A vida não é um peso, amados; o verdadeiro viver possui leveza e alegria.
Buscai resgatar o verdadeiro viver, olhando para vossos sentimentos e vossas ações com muita honestidade, para que possais enxergar, enxergar no mar da confusão que gerastes ao longo da jornada, enxergar a verdade que exige de vós o trabalho árduo de corrigir vossos equívocos para estender novamente a mão, para abrir novamente o coração e para ousar finalmente pedir perdão.

Perdão a vós, pela cobrança insana que tendes exercitado com vós mesmos, e que tem gerado em vós tanta infelicidade; perdão aos que foram por vós magoados, injustiçados, espezinhados e que só esperam uma atitude vossa para também voltar a estender a mão.

É assim que a reconciliação se dá, é assim que voltareis a sorrir, é assim que o sentido da vida emerge cada vez mais forte, é assim que galgareis os passos necessários para vossa redenção.
Lembrai-vos que estais às portas de mais uma Páscoa de Ressurreição.
Voltai, pois, vossa atenção para o exemplo que vosso Mestre vos legou, o exemplo da correção, da humildade, da compreensão, do amor e do perdão que todos vós necessitais exercitar para ser feliz.

Bem amados, acordai para este momento e utilizai todas as ferramentas que já resgatastes, para que possais corrigir vossa trajetória na busca da conclusão da vossa jornada no mundo do limite e da ilusão.
Feliz Páscoa de Renascimento a todos vós, e que vossas orações continuem a construir um sólido alicerce para a revelação definitiva de vossa felicidade.
Bem amados, Eu vos deixo agora derramando sobre todos vós as minhas bênçãos e envolvendo a todos no meu manto de proteção, porque Eu Sou Maria, Vossa Mãe.”
Mensagem de Mãe Maria - março de 2008,
Canalizada por Jane M. Ribeiro

*****

Amor dará e receberá...!

Viva a Vida em Deus!


***

Durga, jaya, jaya!

A deusa Durga representa a força do ser supremo que preserva a ordem moral e a correção da criação. A palavra sânscrita durga significa a força ou o lugar protegido, difícil de ser alcançado.
Durga, também chamada de divina mãe, protege da ação dos demônios e da miséria. Ela destrói as forças do mal como inveja, ira e orgulho.
Sua adoração é muito popular entre os hindus. Ela é chamada de muitos outros nomes, como Parvati, Ambika e Kali. Na forma de Parvati, ela é conhecida como a divina esposa do deus Shiva e a mãe de seus filhos, Ganesha e Karttikeya.

Simbolismos associados à figura de Durga:
Durga veste roupas vermelhas. A cor vermelha simboliza ação. Sua aplicação na vestimenta indica que Durga está sempre ocupada destruindo o mal e protegendo da dor e sofrimento.

O tigre simboliza a força ilimitada. Durga montando um tigre indica sua força ilimitada, seu poder de proteção da virtude e destruição do mal.

Os dezoito braços de Durga significam a força combinada das nove encarnações do deus Vishnu (que apareceu na terra em diferentes tempos no passado). A décima encarnação, a Kalkin (um homem em um cavalo branco), ainda está por vir.

O som que emana da concha é o som sagrado da sílaba AUM, que é o som da criação. Uma concha em uma das mãos de Durga significa a última vitória da virtude sobre o mal e do certo sobre o errado.

As armas nas mãos de Durga passam a idéia de que apenas um tipo de arma não é suficiente para a destruição de todos os tipos de inimigos. Por exemplo, orgulho precisa ser destruído pela humildade, o egoísmo pelo desapego e o prejuízo pelo auto-conhecimento.

***

Comunicar o Novo!! :D Viva!!!!!


Meu propósito de Vida, minha missão de alma que me trouxe ao Mundo...
é Comunicar o Novo... uma nova visão, uma nova idéia, perspectiva... Belo Caminho que tenho pela frente... adorei!!

Digo isso porque soube desse propósito de minha Vida através de uma vivência com uma terapeuta da Aurasoma, chamada Marta Ricoy.
Foi um momento mágico e creio que foi um dos momentos mais tocantes de minha vida.
Em apenas algumas horas revi e desvendei mistérios de todo o longo de minha Vida, e bagagens de outras vidas que vivem dentro de mim, características de minha essência, tendências de minha personalidade, repetição de comportamentos, Desafios de Vida e instrumentos de trabalho...

Ela pôde ver através de minha aura, de minhas cores, pelas íris dos meus olhos, pelo meu nome e pela data de meu nascimento, pelas cores e misturas dos olinhos que eu escolhi... por todos esses elementos-chaves adicionados `a sensibilidade, percepção, compaixão e sabedoria da terapeuta Marta(e que terapeuta!)...

Foi como se Deus me oferecece um presente... ele me levou à uma cabaninha mágica, num vale encantado em meio à floresta, rios e cacheiras por perto, fins de tardes ensolarados... enfim... nessa cabaninha havia uma "xamã" amorosa, sábia, que me apresentou um espelho mágico, numa moldura dourada e iluminada... e me disse cuidadosamente:
- Olhe aqui bem dentro de ti mesma, observe com carinho... olhe, observe, veja a si mesma com consciÊncia, com amor, com aceitação, com serenidade...
faça isso no seu tempo, de acordo com a sua coragem.

E então eu vi.
Vi muita coisa, revi minha vida inteira, descobri raízes profundas... *...
Bom, num outro momento ainda vou querer falar sobre elas.

A princípio, digo que estou emocionada e empenhada em mergulhar nessa viagem dentro de mim e de todas as dimensões existentes na minha existência.

Amor e ConsciÊncia!


*****

* Namastê *

Que todos sejamos felizes!

۞

Oriana ॐ Shakti

segunda-feira, 17 de março de 2008

O que é o Amor?


" Amor é radiância, a fragrância de conhecer a si mesmo, de ser você mesmo.

Amor é uma alegria transbordante. Amor é quando você viu quem você é; então não resta nada exceto compartilhar o seu ser com outros. Amor é quando você viu que não está separado da existência. Amor é quando você sentiu uma unidade orgânica, orgástica com tudo que é.

Amor não é um relacionamento. Amor é um estado de ser; não tem nada a ver com nenhuma outra pessoa. A pessoa não está em amor, ela é amor. E é obvio que quando alguém é amor, ele está em amor – mas isso é uma conseqüência, um subproduto, não é a fonte. A fonte é que a pessoa é amor.

E quem pode ser amor? Certamente se não está consciente de quem você é, você não pode ser amor. Você será medo. Medo é simplesmente o oposto do amor. Lembre-se, o ódio não é o oposto do amor, como as pessoas pensam; ódio é amor de cabeça para baixo, ele não é o oposto do amor.

O verdadeiro oposto do amor é o medo. No amor a pessoa se expande, no medo ela se encolhe. No medo ela fica fechada, no amor ela se abre. No medo ela duvida, no amor ela confia. No medo a pessoa é deixada sozinha, no amor ela desaparece; por isso não há absolutamente nenhuma questão de solidão. Quando alguém não é, como ela pode ser só? Então as árvores, os pássaros, o mar, as montanhas, as nuvens, o sol, a lua e as estrelas estão completamente dentro de você. Amor é quando você conheceu o seu céu interior.

Amor é um profundo desejo de abençoar a existência toda.

... O amor é algo eterno. É a experiência dos budas, não das pessoas inconscientes das quais o mundo inteiro está cheio. Apenas raras pessoas souberam o que é amor, e essas mesmas pessoas são as mais acordadas, as mais iluminadas, os picos mais elevados da consciência humana.

Se você quer realmente conhecer o amor, esqueça o amor e lembre-se da meditação. Se quer trazer rosas ao seu jardim, esqueça as rosas e cuide da roseira. Dê nutrição a ela, regue-a, certifique-se de que ela recebe a quantidade certa de sol, de água.

Se tudo for providenciado, no tempo certo as rosas com certeza virão. Você não pode trazê-las mais cedo, não pode forçá-las a abrir-se mais rápido, e você não pode pedir a uma rosa para ser mais perfeita.

Você alguma vez viu uma rosa que não fosse perfeita? O que mais você quer? Toda rosa em sua singularidade é perfeita.

Dançando no vento, na chuva, no sol... Você não pode ver a tremenda beleza, a absoluta alegria? Uma pequena rosa irradia o esplendor oculto da existência.

O amor é uma rosa no seu ser. Mas prepare o seu ser; disperse a escuridão e a inconsciência. Torne-se cada vez mais alerta e consciente e o amor virá por si próprio, em seu próprio tempo. Você não precisa se preocupar com isso. E quando quer que ele venha é sempre perfeito.

O amor é uma experiência espiritual – não tem nada a ver com sexo e nada a ver com corpos, mas tem algo a ver com o seu ser mais íntimo.

Mas você nem ao menos entrou no seu próprio templo. Você não sabe de modo algum quem você é, e está perguntando sobre amor. Primeiro seja você mesmo; primeiro conheça a si mesmo, e o amor virá como uma recompença. É uma recompensa do além...

Os Amantes

* * *
É preciso ter em mente estas três coisas: o amor de nível inferior é o sexo – este é físico – e o refinamento maior do amor é a compaixão. O sexo encontra-se abaixo do amor, a compaixão está acima dele; o amor fica exatamente no meio.

Bem pouca gente sabe o que é o amor. Noventa e nove por cento das pessoas, infelizmente, pensam que sexualidade é amor – não é. A sexualidade é por demais animal; certamente, ela contém o potencial para transformar-se em amor, mas ainda não é amor, apenas potencial...

Se você se tornar consciente e alerta, meditativo, então o sexo poderá ser transformado em amor. E se a sua atitude meditativa torna-se total, absoluta, o amor poderá ser transformado em compaixão. O sexo é a semente, o amor é a flor, compaixão é a fragrância.

Buda definiu a compaixão como sendo “amor mais meditação”.

Quando o seu amor não é apenas um desejo pelo outro, quando o seu amor não é apenas uma necessidade, quando seu amor é um compartilhar, quando seu amor não é de um pedinte, mas de um imperador, quando o seu amor não está pedindo nada em troca, mas está pronto para dar apenas – dar só pela total alegria de dar -, então, acrescente a meditação a ele, e a pura fragrância é exalada. Isso é compaixão; compaixão é o fenômeno mais elevado.

Comentário

Aquilo que chamamos de amor é na verdade todo um espectro de modos de se relacionar, abrangendo desde a terra até o céu. No nível mais terreno, o amor é a atração sexual. Muitos de nós continuamos presos nesse nível, porque o condicionamento a que fomos submetidos sobrecarregou nossa sexualidade com toda sorte de expectativas e de repressões. Na verdade, o maior “problema” do amor sexual é que ele nunca perdura. Só quando aceitamos tal fato é que podemos celebrá-lo pelo que ele realmente é – dar as boas vindas a seu aparecimento, e dizer adeus com gratidão quando ele se vai.
Então, à medida que vamos amadurecendo, podemos vivenciar o amor que existe além da sexualidade, e que honra a individualidade singular do outro. Começamos a compreender que o nosso parceiro funciona freqüentemente como um espelho, refletindo aspectos desconhecidos do nosso ser mais profundo, e ajudando-nos a nos tornarmos completos em nós mesmos. Esse amor é baseado na liberdade, não em expectativas nem na necessidade. Em suas asas, somos levados cada vez mais alto em direção ao amor universal, que vivencia tudo como uma coisa só."

*****

domingo, 16 de março de 2008

Divina Magia...


*
O mago é aquele que tomou consciência de si, de seu ego.
Sua personalidade é apenas extensão de seu eu divino.
Opera milagres em sua própria vida e nas demais, transformando sonhos em realidade, rompendo com o tempo, com o espaço e com a lógica, para manifestar aquilo que o seu espírito deseja.
Ele deve saber usar seus dons para não escravizar seu espírito ao ego.
*

sexta-feira, 14 de março de 2008

Jaya, Sri Ganesha!





Saudação a Ganesha: Ganeshaya Namah

Em algum momento devemos ter visto, escrito ou desenhado a saudação a Ganesha na primeira página de um livro, ou na frente de casas, lojas ou na abertura de um empreendimento.

É também comum homenagear-se Ganesha ao lado de Sri Lakshmi na noite do Diwali.

Sri Ganesha ocupa um lugar importante na religião hindu. Ele é chamado o Deus da sabedoria. Nenhum acontecimento auspicioso ou ritual é começado sem que Ganesha seja invocado.

Mantra de Ganesha: Om Gan Ganapataye Namah (Te saúdo oh Senhor dos Deva-Ganas)

Ganesha é representado com quatro mãos.
Tem um rato a seus pés que representa o domínio sobre a vaidade, ambição e a impertinência.
Tem uma concha em uma das mãos que representa o som que criou o Akasha.
O laddu (doce) representa sattva (o alimento divino).
As cobras representam o controle sobre os venenos das paixões e se refere a Shiva, pai de Ganesha.
A machadinha em outra mão elimina o vinculo aos apegos.
O mudra concede confiança.
O dente quebrado é aquele com o qual Ganesha escreveu o Mahabaratha.

Swami Sai Baba diz: “O homem está preso por três tendências. O primeiro é o desejo de possuir. Quando esse desejo fracassa a raiva o aprisiona.
Quando o desejo é realizado, a terceira tendência, a avareza, toma conta dele. O veículo de Ganesha é o camundongo. O camundongo é uma criatura que é dirigida até se destruir, pelo sentido do olfato. Os homens também são vítimas das preferências e predileções gravadas em suas mentes durante as vidas passadas. Ganesha reprime e suprime estas preferências e predileções que desorientam o homem e o conduzem ao infortúnio. Entretanto se o desejo for benéfico, o Divino derramará Sua Graça. Sua Graça está acessível a todos que buscam metas boas e divinas”.
”Um elefante normalmente tem duas presas. A mente surge também freqüentemente com duas alternativas: o bom e o mal, o excelente e o conveniente, o fato e a fantasia que seduz. No entanto para alcançar algo, a mente deve se tornar uni-direcionada. A cabeça de elefante do Senhor Ganesha tem, portanto, somente uma presa e desse modo
Ganesha é chamado de Aquele com uma presa, para lembrar a todos que se deve possuir a mente uni-direcionada”.

Para a maioría das pessoas, Ganesha é um Deus peculiar com uma forma peculiar, ou seja com o rosto de um elefante, o corpo de um ser humano e com quatro mãos em lugar das duas que tem os humanos. Ganesha é descrito como o filho do Senhor Shiva, e existem historias que descrevem como Ganesha obteve essa forma inusitada que se supõe que tenha. Tudo isso é um simbolismo associado a rituais. Mas existe um significado mais profundo por detrás de tudo isso. A propósito, os eruditos tem observado que
frequentemente existe uma fusão da filosofía abstrata com os rituais, e que a parte substancial é a filosofía.

a Lei do Sucesso... tem que ter força de vontade!!!


Força de Vontade

Você deve sempre ter a certeza, dentro da calma região do seu Eu interior,
de que é correto possuir o que deseja e que está de acordo com os propósitos de Deus.

Você pode então usar toda a sua força de vontade para alcançar o objetivo, mantendo, entretanto, a sua mente concentrada no pensamento em Deus: a Fonte de todo poder e realização.

A mente é a criadora de Tudo. Portanto, você deve guiá-la para criar apenas o bem. Se você se apega a um certo pensamento com força de vontade dinâmica, este finalmente adquire uma forma exterior tangível. Quando você é capaz de empregar sua vontade sempre para propósitos construtivos, torna-se o controlador de seu destino.

Se você usar todos os recursos externos disponíveis, assim como suas aptidões naturais para vencer cada obstáculo em seu caminho, desenvolverá os poderes que Deus lhe deu - poderes ilimitados que fluem das forças mais recônditas do seu ser.
Você possui o poder do pensamento e o poder da vontade.
Utilize ao máximo essas dádivas divinas.

O que quer que você decida fazer, você pode fazer.
Deus é o total da soma de tudo o que existe e a Sua imagem está dentro de você.
Ele pode fazer qualquer coisa e você também, desde que aprenda a se identificar com a Sua natureza inexaurível.

Fortaleca a sua força de vontade, de modo que você não seja controlado pelas circunstâncias, mas sim capaz de controlá-las.

O seu papel é despertar o desejo de realizar os seus mais legítimos objetivos. Então, ponha a sua vontade em ação, até que ela siga o caminho da sabedoria que lhe é indicado.

Lembre-se: em sua vontade está o onipotente poder de Deus. Quando surgem inúmeras dificuldades e você se recusa a desistir, apesar de todos os obstáculos;
quando a sua mente torna-se "firme", então você perceberá Deus lhe respondendo.

Paramahansa Yogananda, "A Lei do Sucesso".

quarta-feira, 12 de março de 2008

Sorrir para a Vida!


Faz bem pra Saúde!

ps: pra que todos saibam, a artista dessa linda Tanka de Iemanjá se chama Helka Lu, uma deusa do oriente e da floresta, e aqui vcs podem apreciar o trabalho dela: http://helkalu.blogspot.com/

conheçam!

terça-feira, 11 de março de 2008

MÃE UNIVERSAL


A oração "Mãe Universal" é muito forte e funciona como uma invocação, deve ser lida em voz audível, todos os dias, o maior número de vezes possível.
Devemos agora intensificar nossos apelos e nos concentrar no plano evolutivo para o nosso querido planeta !


MÃE UNIVERSAL

Nós Te saudamos
ó Mãe Universal
Plena é Tua Graça
A unidade está em Ti
Sagrada Energia Feminina
Gestas em Ti a Nova Humanidade

Ó suprema Mãe Universal
intercede por nós
seres da superfície da Terra
para que possamos consagrar-nos
como dignos filhos de Deus
na fé, na luz
na paz, na proteção
na cura, na unidade
no amor, no perdão
na reconciliação, na caridade
na humildade e na transmutação
agora
e no momento da nossa total
e definitiva entrega
ao Pai criador

Amém

me sinto pura e LIVRE!!!!!!


...

Hoponopono... sinto muito... eu te amo!


HO'OPONOPONO por Joe Vitale

Dois anos atrás,escutei falar de um terapeuta no Havai que havia curado uma ala completa de pacientes insanos e criminais - sem ao menos ter visto nenhum deles.O psicólogo estudava o quadro do prisioneiro e então olhava para dentro de si mesmo para ver como ele havia criado a doença daquela pessoa. Na medida em que ele melhorava, o paciente melhorava.
Quando ouvi esta história pela primeira vez, pensei que fosse uma lenda urbana. Como alguém poderia curar outra pessoa curando-se a si mesmo? Como poderia até mesmo o melhor mestre em auto-desenvolvimento curar um criminoso insano? Não fazia o menor sentido. Não era lógico, então, esqueci a história.

No entanto, voltei a ouvi-la um ano depois. Escutei que o terapeuta usara um processo havaiano de cura chamado ho 'oponopono. Nunca tinha ouvido falar disso, mas não conseguia deixar sair da minha mente. Se a história fosse realmente verdadeira, eu precisava saber mais. Eu sempre entendera "responsabilidade total" como o fato de que eu sou responsável pelo que penso e faço. Além disso, está fora das minhas mãos.
Acho que a maioria das pessoas pensa em responsabilidade total dessa forma.
Somos responsáveis pelo que fazemos, não pelo que outra pessoa faz - mas isso está errado.

O terapeuta havaiano que curou aquelas pessoas mentalmente doentes me ensinaria uma nova e avançada perspectiva de responsabilidade total. Seu nome é Dr.Ihaleakala Hew Len. Nós ficamos uma hora falando em nosso primeiro telefonema. Pedi a ele que me contasse a história completa do seu trabalho como terapeuta.
Ele explicou que trabalhara no Hospital do Estado do Havai por quatro anos.
A ala na qual ficavam os criminosos insanos era perigosa. Psicólogos pediam demissão numa média mensal. A equipe adoecia ou simplesmente se demitia. As pessoas caminhavam pela ala com as costas na parede, com medo de serem atacadas pelos pacientes. Não era um lugar agradável para viver, trabalhar ou visitar.

Dr. Len me contou que nunca viu pacientes. Ele concordou em ter um escritório e revisar seus arquivos. Enquanto olhasse esses arquivos, ele trabalharia em si mesmo. Na medida em que trabalhava em si mesmo, os pacientes começaram a se curar."Depois de alguns meses, pacientes que precisavam ser algemados estavam sendo permitidos a andar livremente", ele me disse."Outros que precisavam ser pesadamente medicados, estavam sendo liberados de suas medicações. E aqueles que não tinham nenhuma chance de
serem liberados, estavam sendo soltos."

Eu estava pasmo. "Não apenas isso", Dr. Len continuou, "mas também a equipe começou a gostar de vir trabalhar. Absenteismo e rotatividade desapareceram. Terminamos com mais pessoal do que precisávamos porque os pacientes estavam sendo liberados e toda a equipe estava vindo trabalhar. Hoje, essa ala está fechada".

Aqui foi onde eu tive que fazer a pergunta de um milhão de dólares: "O que você estava fazendo dentro de si mesmo que motivou essas pessoas a mudar?" "Eu estava simplesmente curando a parte de mim que os havia criado", ele disse. Eu não entendi. Dr. Len explicou que responsabilidade total por sua vida significa que tudo na sua vida -simplesmente porque está na sua vida - é sua responsabilidade.

Literalmente, o mundo inteiro é sua criação.
"Eu sei que isso é duro de engolir", ele disse. "Ser responsável pelo que eu digo ou faço é uma coisa. Ser responsável pelo que todos em minha vida dizem ou fazem é bem outra. No entanto, a verdade é esta: se você assume responsabilidade total por sua vida, então tudo o que você vê, ouve, prova,toca, ou qualquer outra experiência é sua responsabilidade porque está em sua vida. Isto significa que atividade terrorista, o presidente, a economia - ou qualquer coisa que você experiencia e não gosta - depende de você para ser curada. Nada disso existe, numa forma de dizer, exceto como projeções de dentro de você. O problema não está com eles, está com você e, para muda-los, você tem que mudar a si mesmo".

Esta idéia é difícil de ser entendida, simplesmente aceita ou realmente vivida. Culpar é de longe mais fácil do que responsabilidade total. Mas, enquanto falava com o Dr. Len, comecei a perceber que cura e ho 'oponopono significam amar a si mesmo. "Se você quer melhorar sua vida", ele me disse,"precisa curar sua vida. Se você quer curar alguém - mesmo um criminoso mentalmente doente - você faz isso curando a si mesmo".
Então eu perguntei ao Dr. Len como ele curou a si mesmo. O que ele estava fazendo exatamente enquanto examinava os arquivos daqueles pacientes?
"Eu apenas repetia, 'me desculpe' e 'eu amo você' muitas e muitas vezes" ele explicou.
"Só isso?"
"Só isso."

Demonstra-se que amar a si mesmo é a melhor maneira de melhorar a si mesmo e, à medida em que você melhora, você melhora o mundo. Deixe-me dar um rápido exemplo de como isso funciona.
Um dia alguém me enviou um e-mail que me chateou. No passado, eu teria lidado com isso trabalhando com meus quentes botões emocionais ou tentando racionalizar com a pessoa que mandou a mensagem desagradável. Dessa vez, decidi tentar o método do Dr. Len. Repeti silenciosamente "me desculpe" e "eu te amo". Não contei sobre isso a ninguém em particular.
Simplesmente invoquei o espírito do amor para curar dentro de mim o que estava criando a circunstância externa.
Dentro de uma hora recebi outro e-mail da mesma pessoa. Pedia desculpas pela mensagem anterior. Note que eu não tomei nenhuma atitude externa para receber esse pedido de desculpas. Nem mesmo escrevi de volta.
No entanto, dizendo "me desculpe" e "eu te amo" eu de alguma forma curei em mim o que estava criando sua atitude.
Tempos depois participei de um workshop de ho 'oponopono conduzido pelo Dr. Len. Ele agora tem 70 anos e é considerado um xamã avô, e está de alguma forma em reclusão.

Ele prefaciou meu livro "Fator de Atração" e me contou que, à medida em que eu melhorar, as vibrações do meu livro vão subir e todos vão sentir quando o lerem. E, na medida em que eu melhorar, meus leitores vão melhorar.
"O que acontece com os livros que já foram vendidos e estão lá fora?",
perguntei.
"Eles não estão lá fora", ele explicou, mais uma vez assoprando em minha mente sua sabedoria metafísica.
"Eles ainda estão em você".

Na prática, não existe lá fora
. Precisaria um livro inteiro para explicar isso com a profundidade que merece. Suficiente é dizer que, quando você quiser melhorar alguma coisa em sua vida, há apenas um lugar para olhar: dentro de você. E quando o fizer, faça-o com amor.

domingo, 9 de março de 2008

sábado, 8 de março de 2008

Ensaio sobre a ira...


Vivendo e aprendendo...
Aprendendo quem somos e vendo quem realmente são as pessoas... ATITUDE!
Passei por uma experiência ruim hoje, não pude me conter, extravazei palavras de ira e briguei como uma leoa ferida!
Depois que passa o calor da discussão me sinto mal, me arrependo de não ter ficado calada, de não ter me controlado ao invés de ter colocado lenha nessa fogueira... Afinal eu amo e quero bem a essa pessoa com quem briguei, meu coração dói por ferir alguém. Somos humanos, erramos. Lamente o que houve, eu realmente sinto muito e me arrependo de ter dado vazão à fúria. Mas ela veio com motivo e cheia de significados. e agora tb trouxe consequências que não mudam mais: o distanciamento.

O Fogo queimou brabo, chamas e chamas destrutivas... mas que me purificaram, de alguma forma me sinto de alma lavada.
Acho que extravasar a raiva pode fazer bem, sem perder a cabeça de certo modo a ira pode ser saudável...

Agora chega, não quero mais saber de briga, não vou mais alimentar essa história, é olhar pro outro lado e seguir em frente com amor no coração, pedindo a Deus para que tudo seja solucionado com harmonia.
A distância e o respeito serão fundamentais nesse momento. Sou amiga de todos os seres vivos.

Mas não pude conter meu ímpeto de lutar e defender pelo que eu acho Justo e Verdadeiro. Só eu sei tudo o que sinto e senti na minha pele. Virei fera, falei o que penso e além do que devia, mas fui leal à mim mesma. Sou mais eu e ponto.

Que possamos viver em harmonia e pacificamente. Axé!

(((*)))

sexta-feira, 7 de março de 2008

Brighten yourself!!!


"Let the stars and sun and moon shine in ur inner sky of heart as bright as ur eyes..."

"all is flowing like a river of prayer...lots of love and light for ur heart"


Lindas palavras de uma linda pessoa chamada Ananda Jyoti

a sensibilidade sutil vive pulsante no coração de quem sabe desabrochar...

não é preciso nada, nada além de si mesmo, para emanar essa luz brilhante pura e suave...

o que está dentro de vc, só vc mesmo pode despertar...

não precisa tomar daime, pode até tomar, talvez ajude, mas não mudará sua essência.

a sensibilidade pertence a quem é sensivel, assim simplesmente é... e é... e será... sempre e eternamente!

Namaxé, querido Jyoti! Namaxé para todos!

(((*)))

terça-feira, 4 de março de 2008

O Sol nasceu radiante!


Lembrem-se sempre: QUERER É PODER!

Aleluia!

Hoje o Soll nasceu de novo em meu peito,
os anjos me levantaram da cama!
sonhei a noite inteira...

acordei e sorri.
sorri sem pensar em nada
sorri pelo melhor motivo que existe para sorrir:

Estou viva! Estou aqui, agora... que dia lindo!!!
que alegria!!!
vou passear lá fora, sentir o ar puro!


Sentir o raiar do Sol e ouvir a emoção dos passarinhos!
vou respirar e encher meus pulmões de prana,
vou tomar um cafezinho esperto e lascar nos estudos e nas atividades do dia!

Hoje eu sou feliz!
Hoje eu vivo para a alegria!
Hoje eu vivo para a Saúde!
Hoje eu vivo para a devoção e para a evolução!

E sobre a nostalgia de ontem... faz parte da vida... hay días que no sé...
tenho dúvidas se é fraqueza, se são recaídas em condicionamentos inferiores
ou se é apenas uma forma de valorizar mais a vida como ela é...

prefiro ser feliz, mas LUCIDEZ... vem de Luz e trevas... enxergar e compreender.

Almejo a Luz total e a ela me rendo... que se abram os Caminhos!!!!!!!!!!!!!!

A todos vocês, meus amigos de jornada da vida... um lindo e Bom Diaaaa!!!!!!!!!

segunda-feira, 3 de março de 2008

Minha velha amiga nostalgia... a preciosidade dos poéticos boêmios


"Hay días que no sé lo qué sé pasa..."

tararán... tararám...

começo com esse tango, que sintoniza direitinho comigo neste momento.

não sei se é tpm, ou se são os astros, a lua... a energia do planeta, ou a minha pessoal...

só sei que aqui estou num mar de emoções, sensibilidade à flor da pele, manteiga derretida... uma tormenta de emoções que me lavam a alma!!! mas que me deixam nostágica...

tenho saudades do meu futuro

sonho com meus sonhos realizados

sinto o sol na pele, sinto o vento suave e forte,
sinto-me feliz dentro d´água em cambalhotas como um golfinho

choro. choro e quero chorar, quero que minhas lágrimas fluam como fluem meus sentimentos, quero que os anjos me vejam chorar, quero que eles me venham buscar...
não sei para onde mas quero ir com eles.

a dor da vida é muito bela.