"The whole purpose of life is to make God a reality."

"Be like the Sun for grace and mercy. Be like the Night to cover other's faults. Be like running Water for generosity. Be like Death for rage and anger. Be like the Earth for modesty. Appear as you are. Be as you appear" ~ Rumi


segunda-feira, 11 de fevereiro de 2008

Aprendendo a DANÇA do SER Profundo...




Então tudo o que temos a fazer é dançar.
O espírito quer movimento. Não quer ficar estagnado no marasmo deste fim de era.
O que eu quero dizer com isto é que a dança se processa de várias maneiras. Não apenas na fisicalidade, mas, como possuímos vários corpos, temos que mantê-los em movimento, para não ficarmos no sedentarismo de nossas forças espirituais e energéticas.
Precisamos dançar com as emoções. Como se diz, dançar conforme a música.

É por falta de movimento emocional que muitas vezes mergulhamos em depressão, nostalgia ou tristeza. Porque nosso corpo emocional está estagnado.

Ou quando começamos a pensar demais nos problemas, e nos sentimos como se estivéssemos num abismo, de onde não há saída, isto é porque não estamos dançando com nosso corpo mental.

Se nos sentimos fracos, cansados, sem vigor para as tarefas mais simples, é porque estamos esquecendo de dançar com nosso corpo energético.

E tudo isto é tão simples de ser mudado...

É uma questão de ficarmos atentos, para não cair no ostracismo. Sabe-se que há forças terríveis atuando neste mundo. Forças de esquecimento e tumulto. Forças de caos e pânico.

Bem, se não dançarmos no sentido de nos desviarmos delas, seremos atingidos em cheio e aí será mais difícil voltar a sorrir e a dançar.

Mas se já nos sentimos assim, como que paralisados, como que envoltos em camisas-de-força invisíveis, isto pode ser mudado!!

Vejamos, o que pretendo dizer com isto: Dançar é expressar a alegria de viver, é estar compenetrado de que esta alegria é tudo que temos. Não é por falta de recursos materiais, por limitações, seja de que tipo, que vamos ficar parados, como que atônitos diante de tudo que se chega de tantos lados, e não sabemos como reagir.

Uma melodia entoada, que nos faz lembrar a luz que é viver, um pensamento ágil no sentido de buscar as forças ocultas da alma, uma capacidade para espantar emoções desordenadas, como quem espanta um mosquito, isto é a dança do ser.

Então acordamos e sentimos como se o mundo desabasse sobre nós. Aqui vamos nós outra vez, lidar com tantas impossibilidades... Mas isto são os fatores que determinam nossa capacidade de dançar. Isto vai ficar se repetindo indefinidamente enquanto não aprendermos.

Manter a calma é dançar.
Respirar é dançar.
Fazer preces é dançar.
Acreditar no futuro é dançar.
Dizer palavras amigas é dançar.
Fazer silêncio é dançar.
Tudo conforme nossas reações internas. Tudo por perceber que há algo precisando ser trabalhado. Algum apego, alguma fobia, alguma tristeza... Então lá vamos nós dançar outra vez.
O bailado de nossas energias é vital para a mudança.
A princípio ficamos pensativos; Mas afinal o que é isto de dançar? Porém nosso eu superior vai nos apontar os caminhos.
Lembremos de orar antes de dormir. Isto é uma aceleração dos chacras que permite acessar as forças cósmicas envolvidas em nosso experimento de vida.
Peçamos ao Eu Divino para que nos aponte direções e, sem perceber, isto vai gerar reações, os sonhos serão mais intensos, mais esclarecedores do que imaginamos. Quando sonharmos com entes queridos, ou várias situações que movimentem nossas emoções, são estas emoções sendo trabalhadas, sendo curadas por esta dança íntima do ser chamada INICIATIVA.

Um pequeno movimento de ascensão que constantemente mantido nos impulsionará pela escalada de uma espiral até a completa vitória sobre tudo que não seja a nossa luz.

Paz, amor e harmonia.

Targon Darshan, guerreiro de Órion.

Nenhum comentário: